apoio

Conservação do material coletado
A deterioração da concha pode começar logo após a morte e degradação do animal, quando os ácidos que se formam e atacam a concha, as vezes causando danos irreparáveis. Em viagens de coleta de vários dias é necessário conservar o material até que seja possível limpá-lo adequadamente. Os meios comumente usados são o álcool e o congelamento.

O álcool não ataca a concha e conserva as partes moles do animal desidratando-o, não permitindo que se deteriore. Ele possui a desvantagem de tornar as partes moles muito duras ou 'borrachentas' se usado com a concentração alta, o que faz com que a retirada do animal seja difícil. O ideal é utilizar uma mistura de alcool e água entre 20% e 50% dependendo do tempo necessário antes da limpeza e da graduação do álcool. Deixe o material imerso por um ou dois dias, drene o excesso, envolva as conchas com papel e apenas umedeça com alcool limpo. Assim as partes moles se conservam bem e não ficam duras.

O congelamento é uma ótima opção quando disponível. Ele conserva as partes moles sem deteriorar, não produz odores e ainda facilita a retirada das partes moles posteriormente. Não é aconselhável para alguns bivalves, porque trinca a concha (pincipalmente as que tem lamelas como Chione paphia ou Chione pubera) e para conchas muito finas como algumas espécies terrestres, já que com a expansão da água com o congelamento a concha não resiste à pressão interna produzida. Se a viagem de retorno for muito longa, é necessário conservar o material com álcool como descrito acima (apesar de o material resistir por um bom período congelado conforme o meio de transporte).

As espécies terrestres podem ser mantidas vivas durante o período de coleta, bastando colocar em um vasilhame com entradas de ar e alguma folhagem. Evite colocar água, apenas mantenha úmido. Devem ser posteriormente congeladas para facilitar a sua limpeza. Quando forem muito delicadas é melhor manter dentro de um pote com água e sabão neutro por um ou dois dias para tentar usar um jato de água para remover o animal.

Conchas muito pequenas (abaixo de 5 mm), podem ser colocadas em álcool puro por uma ou duas semanas para desidratar completamente o animal, e depois lavadas e colocadas para secar bem (à sombra).


O material de cada local de coleta deve ficar separado e etiquetado. Muitas vezes a localidade da coleta é vital para a classificação.

Quando o animal começa a deteriorar, os fluidos produzidos podem danificar a concha principalmente nas espécies com brilho.

 

 

Glossário | Referências | Créditos | Copyright

© 2001 - 2021 Conquiliologistas do Brasil